As Percepções de 6 Bilhões de Outros

Grassmann – Sem título

Domingo passado em São Paulo visitando a feira de antiguidades resolvemos visitar o MASP. Vivi 3 momentos interessantes que acabaram sendo no mínimo esclarecedores sobre o gosto pela arte. O MASP em seus andares de exposições está com 5 exposições que eu divido em 3 em função do suporte utilizado pelas obras: gravura em papel, óleo sobre tela e suporte tecnológico (arte e tecnologia). A primeira exposição que visitei foi a coleção MASP de papeis brasileiras, gravura de 1910 a 2008. Amei, amei. Adoro gravuras, sou colecionador e vi ali grandes artistas que admiro. O suporte papel me encanta pela possibilidade de termos em casa obras de grandes artistas. As diversas formas de utilização dos papeis, suas texturas, cores e formas são muito inspiradoras. Gosto do desafio da gravura, poucos recursos para termos ganho de escala e visibilidade. A gravura em papel foi idealizada como uma fronteira mais democrática, pensava-se na arte para muitos. É um universo muito familiar para mim. Ali me deliciei com obras que não conhecia, por exemplo, não sabia que Rebolo era gravurista, para mim seu suporte era exclusivamente óleo sobre tela. Naquela exposição de gravuras realmente me senti em casa.

Moema, 1866 Victor Meireles (Brasil, SC 1832- RJ 1903)

O segundo momento agora com obras com suporte óleo sobre tela e num outro andar do edifício de Niemeyer veio o contentamento de ver os grandes clássicos das três exposições do acervo do MASP que são: Olhar e ser visto – Retratos e auto-retratos; Romantismo: A arte do entusiasmo e Deuses e Madonas – A Arte do Sagrado. Importante, educativo, elucidativo para no fundo para mim tive um contentamento conhecido, previsto, protocolar, por incrível que pareça.

O terceiro momento e o mais avassalador aconteceu com uma exposição que usa recursos multimídia com um olhar absolutamente humano. Trata-se da exposição “6 Bilhões de Outros” de Yann Arthus-Bertrand e sua Fundação GoodPlanet nos proporciona o deleite de ver e refletir de maneira instantânea o sentimento do outro. Acredito nisso: tecnologia à serviço do homem, de suas causas, de suas dores, de suas crenças, de sua arte,de seu ética e de seus sentimentos. Um trabalho incrível e muito, muito interessante. Trata-se de uma seleção com cerca de 11 horas de depoimentos em vídeos que podem ser vistos em diferentes ambientes do MASP. No Mezanino, projeções de rostos compõem um painel de múltiplas identidades e podemos assistir ao filme Mosaico, marca do projeto que através de uma grande projeção em quatro paredes põe em evidência uma alternância de retratos e depoimentos sobre as experiências e visões de mundo de cada um. Esta sala simplesmente é emocionante, principalmente os depoimentos. Incrível cada rosto de inúmeras etnias falando o que realmente importa. Esta exposição é de fazer chorar. Fiquei passado e ainda estou quando me lembro. Recomendo muito.
O projeto de Yann Arthus-Bertrand e sua Fundação GoodPlanet tem apoio do BNP Paribas desde seu início e foi realizado no Brasil pela Performas Produções.

A exposição 6 bilhões de Outros, em números:

3,5 milhões já viram a exposição desde janeiro de 2009
5.600 entrevistados
78 países visitados
5 anos de filmagem
40 mesmas questões postuladas a cada um dos entrevistados
15 questões suplementares sobre a problemática da mudança climática
50 línguas (sem contar os dialetos)
11 horas de testemunhos no MASP
500 testemunhos no catálogo da exposição
150 programas curtos de televisão, de 2 minutos cada, difundidos em mais de 20 países
13 documentários temáticos em difusão televisiva em uma centena de países

Mais informações no site www.6bilhoesdeoutros.org

Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s