Teatro do Concreto: Orgulho de Brasília

São 6 horas da manhã estou em Santiago no Chile apaixonado e pensando como pude me exilar assim? Como pude fazer isso comigo quando minha vontade era estar em Brasília ao lado do meu amor? Como a gente faz coisas sem respeitar as nossas verdadeiras inclinações e desejos? São lamentáveis os boicotes que fazemos a nós mesmos. Como sofremos inspirados em ilusões frias e sem sentido, quando o que queremos está justo na nossa frente, ao nosso lado, andando conosco?

Irritado com o recepcionista que não quis aceitar o meu cartão e pensando naquela peça que vi ha cinco dias atrás e que me impacta até agora. Que trabalho legal! Que trabalho generoso! A peça fala de perdas absolutas e desencontros totais.  Entrepartidas usa os espaços da cidade de Brasília como nunca havia visto no teatro. Posso estar falando o óbvio desatualizado. Mas foi uma experiência única que vou guardar para sempre.

A viagem começa na Rodoviária do Plano Piloto e desfia sua trama num roteiro poético o drama de uma dezena de personagens. Passando pela W3 e pelo coreto da praça da 705 Sul somos tomados por histórias fortes de desenlaces sofridos e incrivelmente cotidianos. Da falta de noção e dificuldade de encontrarmos a casa onde continua a peça a platéia, se é que podemos falar em platéia numa proposta assim, se vê, de fato com o sentimento de abandono impregnado por um dos personagens. A peça fala sim de abandonos horrorosos, que são vividos ao longo das nossas vidas sem nos darmos conta deles por serem muito triviais.

Na casa um chá e mais despedidas e revelações inquietantes. A saída da casa e clímax maior da ação dramática se desenvolve embaixo do céu de Brasília tendo uma entrequadra das 700 Sul como cenário para a ação dramática da nossa miserável  existência contemporânea.

Esta vivência promovida pelo Teatro do Concreto em mim foi e ainda está sendo essencial.  Não tem como não ficar atendo a tudo que é denunciado e que faz parte do nosso dia-a-dia de seres humanos cosmopolitas loucos sem noção da vida. Já sou fã desse Grupo desde a peça o “Diário do Maldito”, mas agora tenho a confirmação pois já nem sei mais qual foi o nível de profundidade que fui levado a refletir sobre a nossa existência afetiva. Este Grupo sinceramente merece reconhecimento pelo profissionalismo com que executam sua proposta. Posso estar falando bobagem, mas fico um pouco acalentado de saber que alguém sente como eu sinto, me conforto em perceber que outros vêem o mundo com um olhar que busca compreender essas mazelas habituais que nos afetam tanto e que não nos damos conta mais das conseqüências que nos trazem.

Subjetividade que se relaciona com outra subjetividade, subjetividade que se identifica com outra subjetividade deixa de ser subjetividade e se torna percepção crítica, lógica e consciente da realidade.

Sem mais delongas para não ficar mais piegas, o dia já está amanhecendo e tenho que ralar aqui nesta cidade chilena sofrida com duas catástrofes: um terremoto/maremoto que ocorreu no início do ano e o grande susto dos últimos dias com o desabamento da Mina de cobre São José e que ainda deixa 33 mineiros soterrados com vida ha mais de 800 metros embaixo da terra.

Ficha Técnica do Espetáculo Entrepartidas

Criação: Teatro do Concreto
Dramaturgia: Jonathan Andrade
Elenco: Alonso Bento, Gleide Firmino, Jhony Gomantos, Lisbeth Rios, Maria Carolina Machado, Micheli Santini, Nei Cirqueira, Silvia Paes e Zizi Antunes
Elenco Convidado: AdilsonDias, Larissa Calixto, Christiane Cysneiros, Jeferson Alves, Maria Lindete, Mário Luz, Thamiris Saraiva e Samara Maia
Direção Geral: Francis Wilker
Assistente de Direção: Ivone Oliveira
Assistente de Direção de Cena: Aline Seabra
Músico e Diretor Musical: Daniel Pitanga
Desenho de Luz: Diego Bresani
Figurinos e Direção de Arte: Hugo Cabral e Júlia Gonzales
Produção: Neide Nobre
Duração: 2h30min
Classificação indicativa: 16 anos

Esta entrada foi publicada em Artes Cênicas e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s